Em tempos líquidos, mensageiro conecta pessoas através de cartas

Em tempos líquidos, mensageiro conecta pessoas através de cartas

posted in: Acontece | 0

Se algum dia você encontrar uma carta pendurada por uma cordinha de sisal e um pregador de roupas no seu portão, sorria! Você foi escolhido pelo projeto Chá com Cartas. Uma intervenção urbana que tem como objetivo desacelerar, aproximar as pessoas através da palavra, da escrita, do incentivo ao envio de cartas.

O projeto surgiu de um desejo pessoal do ator e publicitário Ramon Brant quando ainda estava na faculdade.  Ao receber uma carta de uma amiga que continha apenas a frase “A saudade é o amor que fica”, ele sentiu uma emoção tão grande que desejou compartilhar com mais pessoas este sentimento. Nasceu, então, o Chá com Cartas.

Chá com cartas ramon

Usando roupa de mensageiro antigo e uma bicicleta como a dos carteiros da década de 40, Ramon elege uma região da cidade e às sextas-feiras ele deixa cartas penduradas nos portões dos eleitos  com uma mensagem: “Escreva uma carta para um amigo, um amor um parente que no dia seguinte o nosso mensageiro virá e levará ao destinatário”. No sábado ele volta, recolhe as cartas e no domingo entrega aos destinatários pessoalmente. Quando são para outras cidades ele pede ajuda aos amigos ou envia pelo correio.

Em tempos líquidos, de muitos papos digitais e poucas trocas pessoais, o projeto trás de volta o pensar no outro, o guardar um momento para pensar no que escrever e escolher as  palavras certas para alcançar quem nos é caro.

Durante o período em que o Whatsapp ficou fora do ar, na página do Chá com Cartas ele publicou a seguinte mensagem:

“Dica da madruga para as próximas 48 horas: Esqueça o Whatsapp. Escreva cartas! rs

Em comemoração aos três anos de projeto, no dia 22 de dezembro, ao meio-dia, Ramon vai escrever cartas gratuitas na Praça Sete, no centro de Belo Horizonte. E não duvide que ele enviará todas!

Ficou tentando a escrever umas mal traçadas linhas? Mãos à obra! Não tenha dúvida de que o destinatário ficará extremamente surpreso e feliz! Veja abaixo um depoimento de quem encontrou uma cartinha do Chá com Cartas pendurada no portão de casa.

Foto: Álvaro Starling
Foto: Álvaro Starling

“Rapidamente num giro de 360º, da porta de casa observei o cenário da rua e timidamente retirei do pregador de roupas uma carta embrulhada num plástico. Desci as escadas mais rápido que de costume, e antes mesmo de iniciar o ritual do apagar e acender das luzes, molhar as plantas, colocar comida para o cachorro, sentei-me com ligeira desconfiança para ver do que se tratava os escritos pendurados no portão.

Era delicado, senti-me especial, parecia ter sido feito pra mim. Fechei novamente o envelope, subi as escadas, abri o gradil e conferi casa a casa. Na maioria delas ele estava lá. Tive o ímpeto de ‘roubá-las’, saber se as mensagens eram singulares ou se tinham sido reproduzidas. Um mesmo discurso para uma rua inteira, para o bairro, talvez a cidade?

O texto ficou pra trás, o formato passou a frente e desvendar o mistério das cartas tornou-se mais interessante. Na manhã seguinte, acordo com uma mensagem da vizinha:

“Cheguei do trabalho e tinha um pregador pendurado num sisal no meu portão. Estou com medo de ser estas coisas de marcarem o portão da gente, sabe? Depois o ladrão vem.”

Com um leve sorriso de canto de boca, me lembrei de ler o que lá estava escrito. Meses depois me inscrevi numa oficina: CHÁ COM CARTAS. Comprei uma máquina de escrever bem antiga, que passou a fazer parte do ritual. Abro o gradil, confiro a caixa de correios, acendo as luzes, coloco comida para o cachorro, molho as plantas e lustro a máquina.

Já peguei vários endereços, mas as coisas se atropelam e ainda não tive tempo de escrever. Comecei agora!

Com carinho para quem ama as cartas, mensagens ou qualquer ação deliciosa que nos tire da rotina, movimente, nos integre com o mundo.

… continua…”

Depoimento da Renata Coutinho (Belo Horizonte) divulgado na página do Chá com Cartas no Facebook.

 

Intervenção:

O que – Transcrição gratuita de cartas com direito a entrega

Quem – Ramon Brant – Chá com Cartas

Quando22 de dezembro de 2015 (terça)

Onde –  Praça Sete – Centro – Belo Horizonte

Para saber mais: www.facebook.com/chacomcartas

Comentários

Comentarário(s)