Primeira ciclovia solar do mundo completa um ano

Primeira ciclovia solar do mundo completa um ano

No último dia 12 de novembro completou-se um ano do lançamento da primeira ciclovia solar do mundo. A chamada SolarRoad  fica na cidade de Krommenie, a noroeste de Amsterdã e foi o resultado de uma colaboração entre  o setor privado, o governo e  a academia.

Durante esse primeiro ano do projeto piloto, que terá duração de três anos, 9800 KWH de energia foram gerados. O suficiente para fornecer eletricidade para três residências, o que foi considerado um ano bem-sucedido. Pequenos ajustes estão sendo feitos e o próximo passo é colocar mais 20 metros em uma versão otimizada da ciclovia que já atraiu interesse internacional de empresas, governos, jornalistas e turistas. O custo de implementação do projeto foi de US$3,7 milhões, mas seus benefícios superaram, de longe, essa desvantagem.

 

A primeira superfície de estrada no mundo que gera energia é um laboratório vivo de cerca de 70 metros de comprimento e consiste de uma ciclovia construída de módulos de concreto de 2,5 x 3,5 metros. Numa pista, as células solares são montados por baixo de uma camada superior de vidro temperado de aproximadamente 1 cm de espessura, coberta por um revestimento rugoso, transparente. A energia solar a partir da estrada é alimentada na rede de eletricidade e pode ser usado, por exemplo, para iluminação pública, sistemas de tráfego, as famílias e (eventualmente) os carros elétricos que dirigem sobre ele, funcionando como uma fonte inesgotável de energia verde.

A Holanda quer chegar em 2020 com 14% de sua energia sendo gerada por fontes renováveis e projetos como o SolarRoad são essenciais para se alcançar esta meta.

No Brasil, a meta é de chegarmos até 2030 com 20% de energia renovável na matriz elétrica, além de hidroeletricidade. Compromisso declarado em conjunto com o presidente dos EUA, Barack Obama em 30 de junho de 2015.

Comentários

Comentarário(s)

Leave a Reply